sábado, 29 de agosto de 2009

Isso não tem significado algum.

Brincar de nada, falando absurdos de nada, porque é o que explica. Porque uma corda enforcando aquele órgão pulsante dói, e essa dor vem do nada, porque não tá pra cortar a corda. E aí a gente acorda, pisca, deita e chora, porque não tem mais nada de absurdo.

Sobra o silêncio.

Tem?

2 comentários:

Beatriz disse...

não entendi absolutamente nada.
(ou será que entendi.)


gostei =)

Yuri disse...

O silêncio, a senhora sabe o que é?
É a gente mesmo, demais.